Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Gustavo Katzmann em 28.12.14 16:52




Sob a Suástica Nazista - Capítulo 1.1


Ruínas de Nova Amsterdã - 22 de Dezembro de 2014 - 20:39

Nova Amsterdã. A antiga cidade de Nova York. Palco de diversos protestos contra a presença nazista na América, foi destruída na invasão alemã aos Estados Unidos. A cidade, hoje apenas um punhado de prédios em ruínas, é a principal sede do maior grupo de combate aos nazistas, os Restauradores. E hoje, uma grande reunião secreta foi convocada, num bunker abaixo dos restos da biblioteca municipal da cidade. Ali, presentes estão algumas pessoas importantes no grupo dos Restauradores, como Samuel Wilson, Tony Stark, Lex Luthor, Diana Prince e Shayera Hol, além de diversos outros membros, de anônimos a procurados pelo governo de Hitler, de humanos a mutantes, todos os tipos de credos, cores, idades, ideologias e opiniões.

Os últimos dias do ano de 2014 estavam sendo tensos para os Restauradores. Segundo informações de pessoas dentro do exército nazista, a Schutzstaffel estaria prestes a fazer uma busca pelos líderes dos Restauradores, abalados com a morte recente de Bruce Banner e seu próprio grupo de Restauradores, numa explosão atômica em Albuquerque.

Com a reunião prestes a começar, os membros convocados a comparecerem no local iam chegando aos poucos, conversando com outras pessoas e tudo mais. As atenções estavam divididas entre o 31º Regimento de Combate, composto por Ted Grant, Kate Spencer, Roberto da Costa, Clint Barton e Hank Pym, que retornavam após um ataque a uma base nazista em Smithville, e o retorno de Kitty Pryde, que estava em missão no México.

Informações:
Este capítulo é exclusivo dos Restauradores, sendo que apenas eles poderão postar aqui.

Um post por personagem e uma virada de turno. Inicialmente vocês podem descrever como chegaram na reunião, a tensão no clima, etc., mas lembrem-se: A reunião ainda não começou.

Postem até o dia 31/12

✖✖
avatar
Gustavo Katzmann
X-Men
X-Men

Mensagens : 874

Ficha X
Level : 2
Grupos de Poder: Fisiologia Felina
Dinheiro: $249

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Heidi Badstuber em 29.12.14 19:30


Fallen birds wait the next wind before they try again



Ano de 2014. Apenas 4 anos após a sua morte ‘orgânica’, Leona chegava de mais uma missão bem sucedida: alterar o sistema dos submarinos de modo que não pudessem ser localizados pelo radar do inimigo. Ainda estava se sentindo um pouco estranha, mas nada a faria desistir de ir na reunião dos Restauradores, ainda mais sabendo que coisas importantes estavam para ser discutidas ali.

Tão logo chegou, já avistou algumas figuras icônicas do maior grupo de resistência contra os nazistas, em especial Tony Stark, com o qual sempre trabalhava lado a lado. A maioria dos membros conversava entre si, trocando informações, compartilhando novidades ou simplesmente falando de coisas banais. Sam, que a acompanhava e era um rapaz bastante sociável, logo se misturou com o restante do grupo. Leona, que nunca fora chegada a interações sociais desnecessárias, apenas procurou algum lugar para sentar-se e esperar a reunião, em silêncio.

Mesmo que assim permanecesse, mantinha os ouvidos bem atento às conversas. Sabia bem sobre os ataques recentes e a morte de Bruce Banner, um dos líderes mais fortes e inteligentes que tinham (dependendo de qual forma tomasse). Bombas atômicas. armas nucleares e mortes em massa, esse era o principal tipo de ataque dos nazistas. Contudo, Kitty Pride havia recentemente voltado de uma missão no México, e até mesmo Leona estava curiosa para descobrir como havia se saído. Mesmo assim, permanecia quieta.

. Template by clumsy do SA
avatar
Heidi Badstuber
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 179

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Bigby W. Ullmann em 30.12.14 22:59


Best father ever


tagged: ◄ post:
◄ notas ◄ vestindo:


Segurei a mão de minha filha e sentei em uma cadeira um pouco afastada. Ela estava reclamando de fome, sono... Mas era meio complicado já que os nossos suprimentos eram bem limitados nos Restauradores. Não eramos mais em quatro pessoas, eramos centenas, milhares. Tínhamos que aprender a dividir, mas como ser pai requer sacrifícios, acabava dando metade da minha comida para a minha pequena comilona. E mesmo assim ela continuava reclamando de fome.

- Olha filha. No jantar eu te dou mais comida, ok?

Ela suspirou, meio emburrada, e concordou com a cabeça. Apertei a mão dela um pouco, e ela se aninhou no meu braço, repousando a cabeça sobre o meu ombro.

- Dorme um pouco. Depois eu te conto os detalhes da reunião.



credits:[url=sugaravatars.forumeiros.com/u330]○ masquerade girl[/url] by sugar avatars

avatar
Bigby W. Ullmann
X-Force
X-Force

Mensagens : 202

Ficha X
Level : 1
Grupos de Poder: Sem ficha
Dinheiro: $500

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Alyssa A. Ullmann em 30.12.14 23:09


Nazistas ç.ç
Onde: Parque 'u' | Com: Meu maninho  | ♥♥♥

Fui arrastada para a reunião pelo meu pai, estava cansada, com fome e sonolenta. Sim, eu estava com fome mesmo depois de comer metade do prato do meu pai. Quando chegamos na reunião, dei um oi para as pessoas desconhecidas com o meu braço e fui até os fundos com o meu pai.

- Paaaaaaaaaaaaai. Eu tô com fome, cansada e tô quase falecendo de sono.

Fiz uma carinha triste para ele e revirei os olhos quando ele falou que ia me dar metade da comida. Suspirei, meio emburrada, eu não queira metade de uma comida, queria 3!

- Tá bom tá bom

Então me enrolei no braço dele, e deitei a minha cabeça no ombro dele. "Só relaxe um pouco". Fecheis os olhos e só ouvi meu pai falando que ia me dar as informações depois.


avatar
Alyssa A. Ullmann

Mensagens : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Renly d'Alviano em 03.01.15 4:32

The Man Who Sold The World


We passed upon the stairs...

Embora a definição de milagre seja algo bem diferente disto, não há um único ser dentro daquela sala que esconda o simples fato de que me tirar das forjas, do meu incessante trabalho com as armas já era um milagre. Eu fedia. Meu corpo, que deveria ter a pele pálida e os cabelos esbranquiçados, estava negro de fuligem enquanto meus cabelos estavam ainda mais cinzentos e meu corpo tinha cheiro de óleo, graxa e suor mas eu não me importava, não estava ali para agradar a ninguém. Estava ali pois era importante ouvir o que se tinha para dizer e não para ficar mostrando beleza as pessoas.

Afastei meu cachimbo de minha boca assim que alguns olhares caíram sobre mim e meu rosto, que já não mostrava uma feição tão agradável, se fechou ainda mais. ... Vão se fuder. Resmunguei antes de estalar o pescoço e então seguir para o canto da festa onde havia encontrado ninguém mais ninguém menos que Leona, minha parceira no trabalho junto de Tony Stark. Dei uma porrada em sua cabeça com meu cachimbo e então o levei a boca de novo para fumar e soltar a fumaça em círculos. O que as donzelas decidiram até agora? Perguntei para ela e, me conhecendo, ela sabia que não estava me referindo a ela como donzela mas sim a todos os outros ali presentes. Conhecia Leona o suficiente para saber que de donzela ela estava muito longe de ser, tinha quase um instinto masculino e predatório dentro daquela mulher que se assemelhava muito a de um bicho e isso era bom. Pessoas assim demoram a morrer e me fazem lembrar minha mãe.

▲▼
avatar
Renly d'Alviano
X-Force
X-Force

Mensagens : 197

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Tessa Armington em 04.01.15 14:23



 
 
 


Não demorou para encontrar o caminho. Ainda que as reuniões sejam bem escondidas, minha habilidade em rastrear pessoas, lugares e situações não podem ser ignoradas, ainda que seja acusada de não-modéstia. Era uma das diretoras que mais capturava fugitivos e impuros em minha época como diretora do campo de Detroit.
Observo todos os presentes enquanto ajeito a manga e o capuz de minha blusa, mais preocupada em cobrir as cicatrizes das queimaduras do que em ocultar minha aparência, ainda que pudesse parecer suspeita. Caminho até um canto ao fundo, onde consigo ter a visibilidade de todos os presentes, e dos líderes dos Restauradores.

Habilidades Passivas:

Nome: [P] - Vontade de Ferro
Tipo: -
Grupo: - Nenhum
Imunidade: Ela é imune a poderes psíquicos de Intelecto menor ou igual ao dela.
Descrição: - Por pura força de vontade combinada a exercícios de auto-hipnose, Tessa é capaz de manter sua mente protegida de telepatas e outros "xeretas psíquicos".

Nome: [P] Postura Imponente IV: Farejadora de Mentiras
Perícia: Detecção de Mentiras
Efeito: Afeta personagens de níveis e intelecto inferiores a Tessa. De igual nível sofrem um pequeno desconforto.
Redutor: Os alvos afetados recebem -1 nas jogadas de reflexo.
Imune: Ela é imune a qualquer pericias de Raciocínio Igual ou inferior.
Descrição: Tessa possui uma personalidade dominadora capaz de fazer os sargentos mais severos saírem com o rabo entre as pernas e os valentões mais durões molharem as calças quando ela fala. As pessoas sentem grande dificuldade em contradizê-la, mesmo que ela esteja dizendo um completo absurdo ou uma mentira, se sentem extremamente desconfortáveis ao desobedecer suas ordens e são incapazes de ameaçá-la fisicamente, ou mesmo com palavras sem um bom motivo (ou a pressão de alguém mais ameaçador que ela). Sua postura também é capaz de desconcentrar e embaralhar os mentirosos mais experientes, fazendo ela farejar mentiras de forma bastante clara. OBS: Substitui o poder [P] Postura Imponente III: Caixa Preta.

Nome: [P] Garota Prodígio VI: Inigualável
Tipo: Campo Reservado a Staff
Grupo: Nenhum
Efeito: +4 em três teste de pericia.
Descrição: Devido à sua incrível memória e inteligência, Tessa é simplesmente a melhor em tudo o que faz, sendo uma grande especialista. Pode ser comprada novamente, acumulando os bônus nos testes. OBS: Esta habilidade concede mais bônus para três testes de perícia a cada turno. Esta habilidade concede mais bônus para a habilidade Garota Prodígio. OBS: Substitui a habilidade [P] Garota Prodígio V: Mente Superior.

Informações Adicionais:

Atributos:

09 Potencia
10 Reflexo
18 Intelecto
11 Raciocino

HP: 127/127

Perícias:

- Liderança
- Lábia
- Sex-Appeal
- Detecção de Mentiras
- Estratégia
- Armas-de-Fogo (Pistola)
- Arte Marcial (Kung Fu)
- Psicologia
- Criminologia
- Rastreamento
- Hipnotismo
- Tática
- Sacar Rápido (Pistola)
- Armas-de-Fogo (Rifle)
- Furtividade
- Serviço Secreto
- Ocultamento
- Recarga Rápida (Pistola)
- Recarga Rápida (Rifle)
- Administração
- Op. de Aparelhos Eletrônicos
- Operação de Computadores
- Trato Social
- Interrogatório
- Condução (Motos)
- Condução (Carros)
- Mecânica

Defeitos:

Válidos só para essa missão off:

- Flashbacks (2 pontos): Em momentos de grande tensão ou nervosismo, Tessa tem flashs de memória dos seus momentos quando seu filho Andrews foi morto, ou quando foi atingida pelos destroços da explosão, entre outras situações que já teve que encarar.
- Feio (1 ponto): Tessa não é exatamente feia, mas as cicatrizes de queimaduras são uma característica marcante, porém nada atraente em sua aparência. Seu olho direito é cercado por uma cicatriz que vai até a orelha direita e desce pela lateral direita de seu pescoço. Seu braço direito também é coberto de cicatrizes, assim como sua coxa direita e sua barriga no lado direito.
- Zarolho (1 ponto): Tessa é totalmente cega do olho direito. Ela usa um tapa-olho para não exibir o olho totalmente branco.
- Sadismo (1 ponto): Tessa nunca foi conhecida pelos prisioneiros do campo de concentração que ela dirigiu por ser a mais piedosa entre os funcionários. Pelo contrário, ela era temida, uma torturadora sádica especialista em pressão psicológica. Ainda que ela não se utilize mais da brutalidade sádica para acabar com seus inimigos, ela não vai perder a chance de torturar um soldado capturado apenas por prazer.


com: alguém | onde: aqui | vestindo: isso | post: Cap 1.1 - Post 01

@lilah
avatar
Tessa Armington
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 337

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Nicole Mert-ekert em 04.01.15 15:00

Cap 1.1 - Post 01:
Gritos de um Futuro em Perigo


----------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------




As visões tornavam-se cada vez mais confusas em minha cabeça... Os sonhos pareciam oscilar em um mesmo cenário, mas em realidades distintas... Num momento, via Nova Amsterdã como meus olhos podiam enxergar na atual situação, em momentos futuros, enquanto imagens oscilavam em uma Nova Amsterdã bastante povoada, não destruída, com pessoas que andavam despreocupadas pelas ruas...
No fundo de minha consciência, uma intuição constante, o aviso de um erro que chegava a causar dor constante, a sensação de uma urgência permanente... As imagens que mostravam as cenas totalmente díspares do que meus olhos poderiam ver se tornavam cada vez mais distantes, como se estivessem se perdendo diante de meus próprios olhos, como uma tinta se diluindo na água as poucos...
Caminho sem pressa pelos corredores do local da reunião, procurando um lugar na frente onde pudesse ter uma visão mínima dos líderes... Meus sonhos da última noite haviam me mostrado uma parte da reunião, mas o intercalar com visões da "outra" Nova Amsterdã não havia me deixado perceber atentamente sobre o que se tratava...



legenda

Actions- Speaking..."Thinking..."


thanks thay vengeance @ cupcake graphics
avatar
Nicole Mert-ekert
Humano
Humano

Mensagens : 133

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Hit Girl em 05.01.15 20:38


With no power, comes no responsibility. Except, that wasn't true

Apenas uma garotinha indefesa. Era assim que Mindy seria vista em tempos diferentes, se seu pai não tivesse sido morto em uma emboscada feita pelos nazistas, se sua mãe não tivesse desaparecido como por mágica e se ela não tivesse sido obrigada a lutar desde os 5 anos para sobreviver nesse inferno que chamam de mundo. Bem, talvez as coisas fossem parecidas em outra realidade, mas o fato era que, agora, Mindy abandonara seu verdadeiro nova por completo, e adotara a alcunha de Hit Girl sempre que era vista em pública, seja quem fosse. Ninguém sabia a sua real identidade, e ela não pretendia deixar que acontecesse tal coisa. Sem o uniforme, ela poderia passear mais livremente, já que poderia ser facilmente confundida com uma ariana, embora jamais pudesse enganar alguém que era uma mutante. Era humana, nem mais, nem menos.

Agora tinha essa coisa de reunião chata. Não gostava da por.ra toda, gostava mesmo era de matar. Usar a tática de guerrilha: invadir, matar tantos nazistas quanto podia, e sair viva do confronto, apenas para ter mais uma batalha no dia seguinte. Mas, fazer o que, reuniões eram necessárias para os outros idiotas que a rodeavam e, embora ela não gostasse, agora a sua sobrevivência poderia depender das alianças que fizesse. Ainda não era uma membro ativa do Restauradores, de forma que adentrou no local marcado e aguardou o início, para avaliar se valia a pena ficar ali.
clumsy SA

avatar
Hit Girl
Humano
Humano

Mensagens : 15

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por The Chaos em 11.01.15 16:54

The Demon's Sound
I have hated words and I have loved them, and I hope I have made them right.


- Não posso me atrasar, não posso me atrasar - falava, enquanto andava pelos becos da cidade tomando cuidado para não ser vista
Não era a primeira vez que eu era chamada para uma reunião, mas seria a primeira que eu conseguiria chegar a tempo, da ultima vez, fiquei perdida por tanto tempo que ao chegar no local, já não havia mais ninguém que estivera na reunião
" Acho que vou aceitar aquele gps do cyborg"
Entro no subterrâneo, tomando cuidado para não ser vista por ninguém
Andei por um bom tempo, e quando estava começando a acreditar que havia me perdido de novo, começo a escutar algumas vozes
" É ela, é ela " pensei animada ao entrar no salão de depois de reparar em todos que estavam no local, prestar atenção extra na mulher gavião que estava lá


TAG: --- | Note: --- | Music: ---
Lotus Graphics
avatar
The Chaos
Mutante
Mutante

Mensagens : 61

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Joey Jordison em 17.01.15 13:36

O dia estava lindo, mas frio, Joey que havia acabado de acordar ao belo som Californication Joey estava tomando seu café e lendo como funciona um P.E.M , ele ia deixando sua caneca em cima da mesa cantando mas então via o relógio na parade:
-Ahhhh! Californication, putz Tenho que sair sair porr...
Joey colocava um casaco preto com a foto do darth vader, pegava sua mochila jogava uns livros, colocava um quadrinho do homem aranha que não terminou de ler, fechava a porta e saía correndo e falando.
-Segura o elevador por favor moça.A moça não segurava a porta do elevador e ria dele, então o mesmo dizia. -Bom dia tambem eu vou pela as  escadas mesmo ainda bem que era bonita.
Ele logo nervoso resmungando descia correndo as escadas, saía do prédio andado com seu capuz por cima da cabeça e ia passando ou pelo menos tentando passar o máximo despercebido entro os becos o clima frio é favorável, poucas pessoas ficam na rua, ao chegar na reunião, o clima meio tenso pelo menos pra ele, ele via o 31º Regimento de combate e dava um grito de felicidade, as conversas iam surgindo , Joey adentrava em meio a elas ouvindo atentamente, saía passando por despercebido  no meio da multidão se sentia feliz por estar juntos a companheiros e tenso de poder falar coisa errada, já que sua duvida entre a brincadeira e a realidade sempre existiu, o clima de curiosidade ia surgindo, o discurso nem a reunião tinha começado, mas ja havia muito do que conversa.


Off:
Legenda
"Pensamentos"
-Falas
Ações
-Outros ou NPC
avatar
Joey Jordison

Mensagens : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Gustavo Katzmann em 19.01.15 11:57




Sob a Suástica Nazista - Capítulo 1.1


Os Restauradores de várias células de resistência espalhadas pelo país já se ajeitavam na área da reunião. Haviam apenas algumas cadeiras, uma bandeira dos EUA velha presa à parede do palco, um microfone improvisado ligado a um sistema de som também baseado no improviso - construídos por Tony Stark com ajuda de alguns restauradores entendidos de tecnologia - e várias conversas paralelas.

Batendo no microfone, Stark começa a se pronunciar para todos os Restauradores:

- Amigos restauradores... Como vocês devem imaginar, nós estamos com problemas. Alguns podem pouco ter sentido, mas eu perdi um grande amigo ontem. Banner foi morto na explosão atômica em Albuquerque, junto de toda sua equipe de Restauradores. E, mediante informantes dentro das fileiras nazistas, estamos sabendo sobre uma possível investida nazi-japonesa em território americano, em busca de mais restauradores. - Stark dizia - No mais, a reunião foi convocada por que nós estamos nos últimos passos já. Nossa missão precisa terminar o mais breve possível, caso contrário nunca será cumprida. E precisamos designar mais tarefas... O momento para qual todos nós nos preparamos exaustivamente está chegando.

Durante o discurso de Stark, muitos pareciam estar impressionados ou, por que não dizer, com medo. Samuel Wilson, observando as reações populares, desceu do palco e foi até Kitty Pryde, ambos precisavam discutir sobre uma invasão à Detroit, algo bastante arriscado que poderia lhes custar a vida. E precisavam de uma equipe corajosa para isso. Logo, observando os presentes, Kitty se dirigiu até Bigby e Alyssa, que estavam juntos num canto, enquanto Samuel ia até Tessa. A intenção de ambos? Convocá-los para a invasão à Detroit. Haviam Restauradores ali que precisavam e muito serem resgatados.

Shayera também se levantava e caminhava até o fundo da sala, esbarrando suas asas em várias pessoas, inclusive numa garota que parecia ter se atrasado. A Mulher-gavião, no entanto, se dirigia até Hit Girl, uma conhecida atiradora. Objetivo da conversa? Uma missão especial, que só ela poderia a ajudar.

Diana e Luthor, por sua vez, iam até Nicole, a Oráculo. Por mais que Stark detestasse pedir ajuda à ela, os outros membros da "alta cúpula" dos Restauradores viam a ajuda dela como sendo necessária. Ela já provou, por várias vezes, ser correta em suas previsões. O que será que ela tinha a prever dessa vez?

- Oráculo? - Diana se aproxima, junto de Luthor - Precisamos dar um novo passo, o que nos sugere? - pergunta a moça, conhecida como Mulher Maravilha.

Noutro canto, o 31º Regimento de Combate conversava entre si, quando viram Joey chegando atrasado e cantarolando algo.

- Coitado dele, segue delirando - disse Kate, puxando alguns risos - Pudera, esse garoto parece viver no mundo da lua.

Leona olhava fixamente para Kitty, quase que não prestando atenção no discurso de Stark, até que foi surpreendida por Renly, colega dela em trabalhos com Stark e Luthor. E logo eles seriam "pegos de surpresa" por Stark, que terminava seu papo.

- ...E precisamos realizar a tão temida invasão à Detroit. Alguns de vocês escaparam de lá, mas deverão voltar. Temos Restauradores à resgatar. Outros precisam realizar novos recrutamentos, e a base de Washington está em sério risco de ser atacada pelos cães nazistas. E temos que nos preparar para finalmente entrar na Europa. Tive alguns contatos secretos com membros do governo espanhol. Eles, assim como alguns membros do governo brasileiro e do governo mexicano, que Kitty foi verificar pessoalmente, estão dispostos a nos ajudar. Então, por favor, se ajeitem aí e se preparem para as missões. Shayera está chamando para Washington, Samuel para Detroit. - Stark abandona o microfone, descendo do palco e caminhando até Leona e Renly.

- Vocês dois, pra vocês tenho algo especial... Precisaremos construir um submarino ou um avião que nos leve até a Europa

Informações:
Essa é a última chance para quem não postou entrar nesse capítulo.

Um post por personagem e uma virada de turno. Interajam com quem foram citados

Vou dar sete dias de prazo

✖✖
avatar
Gustavo Katzmann
X-Men
X-Men

Mensagens : 874

Ficha X
Level : 2
Grupos de Poder: Fisiologia Felina
Dinheiro: $249

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Nicole Mert-ekert em 20.01.15 15:24

Cap 1.1 - Post 02:
Gritos de um Futuro em Perigo


----------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------




As suspeita de uma investida nazista era o tema da reunião, não era uma boa notícia, pelo menos, não para a realidade das pessoas à minha volta... E também não deveria ser para mim, no entanto, ao invés de um desespero velado pela situação que se apresentava à frente, mas minha intuição dizia o contrário... De alguma forma, sentia que aquela seria uma boa oportunidade, mas ainda não sei dizer exatamente para quê:
- Desconfiança... Respondo à pergunta de Diana... - Eles fizeram uma reunião, e um dos espiões dos Restauradores foi capturado, e está sendo mentalmente controlado... Temos que nos preparar para encará-lo em breve, ele vai matar um Restaurador importante... Falo para os dois em tom de alerta sobre minha visão, tentando lembrar alguma parte do discurso de Hitler... - Hitler fala sobre outros espiões e, pelo que parece, seja lá quem for que estiver do nosso lado, corre risco... Continuo... - A desconfiança vai ter que reger os próximos passos, tem um espião infiltrado em atividade entre nós... É prudente traçar planos alternativos focados em minimizar as perdas inevitáveis do que em aumentar os ganhos improváveis, e mantê-los em segredo... Falo para Diana e Luthor...



legenda

Actions- Speaking..."Thinking..."


thanks thay vengeance @ cupcake graphics
avatar
Nicole Mert-ekert
Humano
Humano

Mensagens : 133

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Tessa Armington em 24.01.15 16:42



 
 
 


Sim, aquilo era a cara do exército Wermacht. Se eles estavam preparando uma investida, era porque tinham informações importantes que vinham entre as fileiras dos Restauradores, uma tática básica de espionagem, mas que nunca saía de moda. Isso era básico em todos os lados, me lembro de minha direção no campo de concentração de Detroit, quando espiões Restauradores se infiltravam entre os meus soldados. Espiões próximos a mim fedem a mentira, um faro que aprendi a desenvolver com meu pai, o melhor interrogador de sua época nos EUA, se não o melhor, então estaria entre os melhores. Pelo menos essa herança ele havia me deixado.
Após o fim da reunião, alguns dos membros líderes dos Restauradores se dirigem até algumas pessoas na multidão, em particular as pessoas com quem Kitty Pride foi conversar. Eram bastante familiares a mim, e se fossem quem eu estava pensando, era o momento certo de reencontrá-los, mas quando penso em seguir até eles, percebo Samuel Wilson vindo em minha direção. Retiro o capuz de minha blusa, deixando as cicatrizes na lateral direita de meu rosto e em volta do tapa-olho direito visíveis, e sigo de encontro a Samuel:
- Vai ser bom respirar o ar de Detroit mais uma vez. Falo sorrindo, já sabendo que Samuel iria me recrutar para seguir com o grupo que invadiria Detroit, após ouvir o pronunciamento de Stark.

Habilidades Passivas:

Nome: [P] - Vontade de Ferro
Grupo: - Nenhum
Imunidade: Ela é imune a poderes psíquicos de Intelecto menor ou igual ao dela.
Descrição: - Por pura força de vontade combinada a exercícios de auto-hipnose, Tessa é capaz de manter sua mente protegida de telepatas e outros "xeretas psíquicos".

Nome: [P] Postura Imponente IV: Farejadora de Mentiras
Perícia: Detecção de Mentiras
Efeito: Afeta personagens de níveis e intelecto inferiores a Tessa. De igual nível sofrem um pequeno desconforto.
Redutor: Os alvos afetados recebem -1 nas jogadas de reflexo.
Imune: Ela é imune a qualquer pericias de Raciocínio Igual ou inferior.
Descrição: Tessa possui uma personalidade dominadora capaz de fazer os sargentos mais severos saírem com o rabo entre as pernas e os valentões mais durões molharem as calças quando ela fala. As pessoas sentem grande dificuldade em contradizê-la, mesmo que ela esteja dizendo um completo absurdo ou uma mentira, se sentem extremamente desconfortáveis ao desobedecer suas ordens e são incapazes de ameaçá-la fisicamente, ou mesmo com palavras sem um bom motivo (ou a pressão de alguém mais ameaçador que ela). Sua postura também é capaz de desconcentrar e embaralhar os mentirosos mais experientes, fazendo ela farejar mentiras de forma bastante clara. OBS: Substitui o poder [P] Postura Imponente III: Caixa Preta.

Nome: [P] Garota Prodígio VI: Inigualável
Tipo: Campo Reservado a Staff
Grupo: Nenhum
Efeito: +4 em três teste de pericia.
Descrição: Devido à sua incrível memória e inteligência, Tessa é simplesmente a melhor em tudo o que faz, sendo uma grande especialista. Pode ser comprada novamente, acumulando os bônus nos testes. OBS: Esta habilidade concede mais bônus para três testes de perícia a cada turno. Esta habilidade concede mais bônus para a habilidade Garota Prodígio. OBS: Substitui a habilidade [P] Garota Prodígio V: Mente Superior.

Informações Adicionais:

Atributos:

09 Potencia
10 Reflexo
18 Intelecto
11 Raciocino

HP: 127/127

Perícias:

- Liderança
- Lábia
- Sex-Appeal
- Detecção de Mentiras
- Estratégia
- Armas-de-Fogo (Pistola)
- Arte Marcial (Kung Fu)
- Psicologia
- Criminologia
- Rastreamento
- Hipnotismo
- Tática
- Sacar Rápido (Pistola)
- Armas-de-Fogo (Rifle)
- Furtividade
- Serviço Secreto
- Ocultamento
- Recarga Rápida (Pistola)
- Recarga Rápida (Rifle)
- Administração
- Op. de Aparelhos Eletrônicos
- Operação de Computadores
- Trato Social
- Interrogatório
- Condução (Motos)
- Condução (Carros)
- Mecânica

Defeitos:

Válidos só para essa missão off:

- Flashbacks (2 pontos): Em momentos de grande tensão ou nervosismo, Tessa tem flashs de memória dos seus momentos quando seu filho Andrews foi morto, ou quando foi atingida pelos destroços da explosão, entre outras situações que já teve que encarar.
- Feio (1 ponto): Tessa não é exatamente feia, mas as cicatrizes de queimaduras são uma característica marcante, porém nada atraente em sua aparência. Seu olho direito é cercado por uma cicatriz que vai até a orelha direita e desce pela lateral direita de seu pescoço. Seu braço direito também é coberto de cicatrizes, assim como sua coxa direita e sua barriga no lado direito.
- Zarolho (1 ponto): Tessa é totalmente cega do olho direito. Ela usa um tapa-olho para não exibir o olho totalmente branco.
- Sadismo (1 ponto): Tessa nunca foi conhecida pelos prisioneiros do campo de concentração que ela dirigiu por ser a mais piedosa entre os funcionários. Pelo contrário, ela era temida, uma torturadora sádica especialista em pressão psicológica. Ainda que ela não se utilize mais da brutalidade sádica para acabar com seus inimigos, ela não vai perder a chance de torturar um soldado capturado apenas por prazer.


com: alguém | onde: aqui | vestindo: isso | post: Cap 1.1 - Post 01

@lilah
avatar
Tessa Armington
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 337

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Bigby W. Ullmann em 26.01.15 16:10


Best father ever


tagged: ◄ post:
◄ notas ◄ vestindo:


As minhas mãos tremeram quando algum dos chefes dos Restauradores citou o nome Detroit... Uma das restauradoras veio na minha direção, mas eu já sabia o que ela queria, estava na cara que ela queria me mandar de volta para o inferno.

- EU NÃO VOU VOLTAR PARA AQUELE INFERNO!

Engoli seco e dei um soco na parede, não era raiva, era frustração.

- Sabe quanto tempo eu fiquei preso lá? Quantas torturas eu passei? A minha mãe morreu naquele inferno! E vocês dizem "A vamos voltar, sem ao menos nos importar com os sentimentos dos outros!"

Voltei a sentar no banco e coloquei a minha mão sobre a boca. Eu não vou voltar para aquele lugar... Eu não quero voltar pra lá.


credits:[url=sugaravatars.forumeiros.com/u330]○ masquerade girl[/url] by sugar avatars

avatar
Bigby W. Ullmann
X-Force
X-Force

Mensagens : 202

Ficha X
Level : 1
Grupos de Poder: Sem ficha
Dinheiro: $500

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Alyssa A. Ullmann em 26.01.15 16:17


Nazistas ç.ç
Onde: Parque 'u' | Com: Meu maninho  | ♥♥♥

Eu nunca vi o meu pai tão nervoso assim... Desde a morte da mamãe e do Drew, eu nunca vi ele tremer ou quase chorar. Acordei em um pulo quando ouvi ele gritar. Meus olhos estavam esbugalhados de tanto medo, fiquei atrás da moça que veio nos chamar para ir na missão de resgate dos restauradores. Não queria ficar perto do papai enquanto ele tinha um ataque de fúria.

- Moça, evita falar esse nome... Ele não gosta muito.

Quando ele finalmente parecia se acalmar. Eu me sentei ao lado dele.

- Pai, acho que... Nada esquece.

Não tinha coragem de falar algo com ele... Só a minha mãe sabia lidar com os sentimentos dele.

avatar
Alyssa A. Ullmann

Mensagens : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Heidi Badstuber em 26.01.15 19:03


Fallen birds wait the next wind before they try again



Leona permaneceu em silêncio, observando a todos, mas sem prestar atenção em suas conversas paralelas, já que não lhe diziam respeitos. Seus pensamentos só foram interrompidos pela chegada de Renly, que fedia mais que gambá morto. Ela torceu o nariz sem disfarçar, e cruzou os braços quando olhou para ele, levantando uma sobrancelha.

-Sabia que o banho ainda não foi proibido, não é? - Se Leona tivesse um pouquinho de sentimentos naquele corpo e expressões faciais que diferenciassem do descaso, do tédio e do desprezo, ela poderia estar rindo agora. Mas não estava, o que podia levar uma pessoa a acreditar que ela estava levando a sério o mini sermão. Mas essa pessoa não era Renly - Não decidiram nada ainda, nem começaram a reunião.

Foi só Leona falar que Stark foi até o microfone e começou a falar. Ela prestava atenção em cada palavra, armazenando tudo em seus registros internos. Não gostava de perder nenhum detalhe. Ele falava de Banner, e só quem trabalhava com o Homem de Ferro sabia a dor que ele estava sentindo desde que soubera na notícia da morte do amigo. Ele não chegou a desabafar com ninguém, mas os sentimentos estavam expostos em seu rosto. Stark continuou seu discurso, enquanto cada um dos Restauradores recebia uma nova missão. Depois de ter falado, ele desceu do palco veio diretamente na direção de Leona e Renly. A loira prestou atenção em seus movimentos. Vinha algo bem sério por aí.

-Ótimo. E que ferramentas ou máquinas teremos à nossa disposição para tal coisa? - era bem sabido que os Restauradores contavam com pouca tecnologia, quase nula, as poucas coisas que tinham foram roubadas ou reformadas de outras antigas. Leona sabia que ela, Renly e Stark não teriam dificuldade em construiu um submarino ou um avião. Mas já o teriam feito se houvesse equipamento para tal. A questão então era: que truque Starnk estava escondendo sob a manga?

. Template by clumsy do SA
avatar
Heidi Badstuber
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 179

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Hit Girl em 26.01.15 19:14


With no power, comes no responsibility. Except, that wasn't true

Por algum tempo, a garota ficou ali, totalmente deslocada e entediada, pensando se deveria ir embora agora ou depois. Estava muito bem caçando os nazistas sozinha, pra que tinha que se unir a um grupo de resistência? Tinha que ser ideia do Kick Ass. Por falar nele, onde estava o bunda mole? Por fim, quando já estava quase desistindo dessa ideia idiota, O tal do Stark, um gênio da engenharia bastante conhecido, começou a falar. Hit Girl começou a mastigar um chiclet enquanto escutava, sem prestar atenção em metade das palavras. Quando levantou a cabeço, estourando uma bola de chiclet, perceber uma mulher à sua frente, com uma máscara que lembrava uma águia, ou falcão, ou um gavião. Uma ave de rapina, resumindo.

-Ahn... Oi? - ela falou, esperando que a mulher se pronunciasse.
clumsy SA
avatar
Hit Girl
Humano
Humano

Mensagens : 15

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Renly d'Alviano em 30.01.15 16:16

The Man Who Sold The World


We passed upon the stairs...

Se fosse outra pessoa no meu lugar, provavelmente esta estaria com vergonha de se aproximar de outras pessoas por estar suada e fedendo a graxa e máquinas mas este não era meu caso, felizmente. Dei de ombros assim que ela falou sobre o banho e então voltei a morder meu cachimbo enquanto suspirava a fumaça contra o rosto dela. Não vim aqui para agradar ninguém, não estamos aqui para encontrar a alma gêmea, a nossa metade. Estamos aqui para resolver questões de guerra e no campo de batalha você vai encontrar coisas mais fétidas do que eu, acostume-se. Então respirei fundo e retirei o cachimbo de minha boca enquanto levava meus dedos sujos de graxa e fuligem até o ombro direito dela e dava dois tapinhas ali.

Então a reunião começou e veio aquele todo aquele blá, blá, blá de sempre. Resgatar gente, recrutar gente, ir pra não sei a onde, o de sempre. Stark falou tudo que devia, eu não escutei poarr nenhuma pois não parecia tão interessado em salvar vida ou recrutar mais gente para nossa causa, não sou o poço de carinho ou o herói que eles precisam nesse momento. No fim acabou que Tony Stark veio andando tanto na nossa direção, minha e de Leona, para falar que precisaríamos construir um submarino ou um avião para invadimos a Europa e Leona, como sempre, não perdeu tempo e perguntou que máquinas e equipamentos teríamos para a construção e quanto a mim, bem, eu não me preocupei quanto a isso mas me preocupei sim com a parte que sou perito. Acredito que o assalto pelo mar seja mais seguro embora não menos perigosos. Quantos estarão indo conosco para a Europa? Quantos armamentos preciso fabricar e quanto de tecnologia teremos para utilizar? Eu suspirei e então dei de ombros antes de pegar meu cachimbo de novo e fumar mais uma vez. Precisamos pensar em uma forma de passarmos pela minas subaquáticas...

▲▼
avatar
Renly d'Alviano
X-Force
X-Force

Mensagens : 197

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Gustavo Katzmann em 06.02.15 0:16




Sob a Suástica Nazista - Capítulo 1.1


A reação de Bigby foi inesperada, ele começou a berrar com Kitty, inclusive acordando Alyssa que, assustada, se posicionou atrás de Kitty e falou para ela evitar citar o nome da cidade. No entanto, a reação de Lince Negra pode ter sido mais enérgica que a de Bigby. Pegando o metamorfo pelo colarinho, ela atravessou sua cabeça utilizando seu poder, e o encarou fixamente:

- Eu posso materializar meu braço agora e detonar seu cérebro, aí você não vai ter mais sentimento algum - disse ela, que parecia ser uma menina doce, mas que já provavelmente havia passado por muitos perrengues nessa vida de luta.

Os berros atraíram a atenção de alguns, até mesmo de Sam Wilson, que sorria ao ouvir praticamente a aceitação de Tessa. Ele encarou Kitty e se virou para Tessa.

- Acho que você pode ajudar agora - disse Sam, indo até Lince Negra - Calma Kitty, nós queremos convocar para missões, não matar. O que você acha que Logan diria?

Ao ouvir as palavras de Sam, Kitty largou Bigby e abaixou seus braços, ficando cabisbaixa. Sam se virava para Bigby e começava a falar com ele: - Cara, eu imagino o que você deva ter passado lá, mas essa ida a Detroit é importante para que possamos resgatar inocentes

Noutro canto, Shayera se aproximava de Hit Girl, ignorando os berros de Bigby. A garota, que mascava um dos escassos chicletes disponíveis - de fabricação artesanal - faz uma proposta para a atiradora.

- Eu tenho alguns relatos de suas missões, e acho que você seria importante para uma missão especial. O que acha de ir em Washington para caçar uns cães nazistas?

Luthor e Diana escutavam atentamente o que Oráculo tinha a falar. A Mulher-Maravilha fica com os olhos arregalados, porém a mesma reação não é vista com Luthor.

- Um espião? Por que deveria confiar em você? - Luthor indaga. Diana logo o repreende, confirmando a veracidade das visões da Oráculo - Luthor, ela nunca errou uma. Se nosso espião foi capturado, precisamos trazê-lo de volta antes que Hitler o domine completamente. A propósito... - Diana olha nos olhos da Oráculo - Você não costuma ir muito em missões, mas você precisa ir para uma das missões, precisamos ver se temos algum sobrevivente em Albuquerque. Aquela equipe pode ser boa para você e... Ei! - Diana aponta para o grupo que estava batendo em Joey, que não respondeu a pergunta - Ei, a briga nossa é contra os nazistas, não contra nós mesmos - Diana gritou, puxando sua espada e encarando o grupo, que parou com a pancadaria, deixando Joey machucado. Luthor se afasta, e Diana coloca uma das mãos na cabeça.

Tony escutava Leona e Renly, e levava uma mão ao queixo, pensando onde conseguiria equipamentos.

- Olha, há uma base americana antiga abandonada em Nova Frankfurt*, podemos ter algum equipamento lá, mas... Teremos que passar por um posto nazista - Tony diz, com a mão no queixo - É arriscado, mas creio que lá tenhamos todo o equipamento necessário. Vamos atrás disso, então?

Informações:
*Nova Frankfurt = Nova Jersey

1 semana pra postar. Dependendo, pode ser o último turno.

✖✖
avatar
Gustavo Katzmann
X-Men
X-Men

Mensagens : 874

Ficha X
Level : 2
Grupos de Poder: Fisiologia Felina
Dinheiro: $249

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Renly d'Alviano em 12.02.15 14:52

The Man Who Sold The World


We passed upon the stairs...

Eu mesmo tinha sido informado várias e várias vezes que trabalhar para Tony Stark era quase como querer cometer suicídio já que o homem muitas das vezes tinha ideias loucas de querer invadir bases e cidades abandonadas ou tomadas pelos nazistas em busca de recursos e eu, como já sou louco, não podia deixar de sorrir quando a proposta foi feita. A pergunta certa é: Por que nós ainda estamos aqui mesmo? Tentei brincar mas, como vocês já sabem, meu senso de humor é pior do que nulo.

Seguindo um pouco mais a frente, virei na direção de Leona e então lancei um sorriso confiante para ela antes de dar um soco fraco em seu braço. Sorria, mulher. Logo vamos meter fogo em alguns porcos nazistas! Vamos ver para quem eles rezam quando estão para morrer. Então virei-me para Tony. Nossa partida será de imediato ou teremos que esperar alguns dias ainda antes de partir? Preciso conferir minhas armas e meus equipamentos mas posso fazer tudo isso ainda hoje então, se assim desejar, ainda hoje podemos partir... Pelo menos no meu caso. Então mais uma vez olhei para Leona mas dessa vez sem um sorriso, dessa vez eu a encarava como um soldado deve olhar para seu companheiro de equipe. E para você, Leona? Tudo pronto? Perguntei de maneira firme sem deixar de abrir um sorriso maldoso enquanto esperava sua resposta.

▲▼
avatar
Renly d'Alviano
X-Force
X-Force

Mensagens : 197

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Joey Jordison em 20.02.15 19:44

O jovem Joey apreciava a palestra, fazia uma cara de empolgado em quanto assobiava uma das sinfonias de Brahm, ouvia grandes nomes e ia até se alegrando, pois ele poderia decepar os porcos nazistas. Com decorrer da palestra, um grupo ia se ajuntando pra cima do jovem, logo ele levava um soco de direita nem sabendo da onde veio, um grupo ia se ajuntando proximo a ele e sem saber o que fazer, já que o jovem que não queria bater em seus amigos ou inimigos ele não sabia, protegia sua cabeça e chamava ajuda, rapidamente Diana se aproximava dele e espantava os rapazes dizendo:
- Ei, a briga nossa é contra os nazistas, não contra nós mesmos Diana gritou, ele então gritava para os restauradores que se afastavam.
-Isso se afaste seus babacas, ainda nem peguei as suas irmãs e vocês já querem me bater, vao se ferrar, arg que dor na perna e na barriga filhos de mastodonte arg!  Voces nem sabe  o que isso! Não reclamem quando eu pegar sua irmãs vou citar Shakespeare pra elas.
Joey saía bem rápido, mas parecia ter dado motivo pra briga, ele então esticava sua mão na tentativa de cumprimentar Diana e agradecer sorrindo levemente e pensando.
"Não me deixa no vaco caramba, ahhh! tomara que ela não leia mentes também"


Off:
Legenda
-Falas
"Pensamentos"
Ações
-Outros ou NPC
avatar
Joey Jordison

Mensagens : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Heidi Badstuber em 22.02.15 15:12


Fallen birds wait the next wind before they try again



Stark já tinha ideia de onde conseguir os equipamentos necessários e, obviamente, não seria uma tarefa muito fácil. Leona não se intimidava com tal coisa, ela não tinha nada a perder de qualquer maneira, já que havia perdido tudo no passado. Por isto, permaneceu com a mesma cara de paisagem de sempre, ao contrário de Renly, que parecia incrivelmente animado com a tarefa, fazendo até mesmo piadas com a loira.

-Eu já eliminei o porco nazista que eu queria. O resto é apenas um bônus. - A bem da verdade, suas palavras poderiam parecer sem emoção, mas todos os membros dos Restauradores sabiam o quanto ela estava envolvida com a causa da resistência. E não tinha nenhum receio de colocar a vida em risco para alcançar os objetivos do grupo. Ignorando o soco no braço que Renly lhe deu, ela virou seu olhar para Stark. - Tem algumas coisas que eu gostaria de organizar antes da partida como, por exemplo, um disfarce. Devido ao meu passado, muitos dos nazistas de alto escalão ou mesmo soldados rasos me reconheceriam caso eu fosse vista próxima ao territórios deles. Além disto, precisamos de um plano. Não é apenas entrar no posto nazista, roubar os equipamentos que precisamos, e sair pela porta da frente. Stark, você tem uma ideia. - Não era uma pergunta.

Template by clumsy do SA
avatar
Heidi Badstuber
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 179

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1.1 - A causa dos Restauradores

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum